é só mais letras.

sábado, 1 de outubro de 2011

patience.

Sinto-me segura em andar ao seu lado. Mas eu sei que não estou, sinto que em alguns segundos, você pode desistir e me soltar a mão. Vai me pedir pra que de passos sozinha, mas não vou conseguir. Vou te pedir ajuda, mas ai parece que já estou te vendo ao longe dos meus olhos. E, por favor, entenda que esse é o meu medo. Medo de cair novamente, levantar cambaleando com os joelhos sangrando, com o pulso ardendo. Medo de você não estar mais ao meu lado. Medo de fazer como as outras pessoas, e desistir. Medo cair sobre uma poça de tristeza, aaa como eu tenho medo de ficar molhada dessa água escura novamente.

Deixe-me fazer algumas paradas ao longo da nossa caminhada. Permita-me lhe servi uma xícara de café e um bocado de biscoitos em uma lanchonete qualquer. Só não corra novamente. Não me arraste pelos pulsos, permita-me respirar, permita-se respirar. Pare, sinta o que corre dentro de ti. Não se afobe meu bem. Vamos chegar lá. Eu vou estar com você, segurando sua mão, se você permitir. Vou descobrir seus segredos e estar te contando os meus. Mas é preciso calma. É preciso conversas, é preciso tanta coisa que agora não precisa nada. Precisa só de nos, a sós. (Alinne Ferreira)

3 comentários:

  1. que texto mais lindo. tudo de bom pra voce minha linda, e que tudo dê certo. paz e positividade sempre ! :*

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu praticamente me vi nesse texto.
    Eu tenho os mesmos medos. E tenho medo de sufocar as pessoas, por esses meus receios.
    Bom, como sempre muito bom aqui. Seu blog é lindo.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Se for para falar: '-Legal aqui, estou seguindo!'
Vai por mim, não precisa.

Obrigada a quem acompanha