é só mais letras.

domingo, 21 de agosto de 2011

Tenho vivido dias melhores.


  Há alguém me mostrando o caminho, queria que soubesse disso. Eu estou feliz agora. Embora a tempestade ainda não tenha me deixado, consigo imaginar o céu azul por entre das nuvens negras. A cada dia consigo me surpreender com cada sensação nova que aparece aqui dentro de mim. E o que de repente estava quebrado e ferido. Vem se regenerando, com a ajuda de um anjo, cada vez mais rápido. Queria que soubesse disso, assim como fez questão de me mostrar o quanto estava bem.
  Sim estou bem agora, depois de tanto tempo me flagelando e sentindo sua falta, aprendi que seguir em frente é o melhor a fazer. Deixo tudo para trás. Suas cartas. Nossas fotos. As lembranças. Agora algo novo chegou, e pretende ficar. Alguém que eu quero acreditar que, não vai embora. Alguém que faz questão de me dizer a todo instante que me ama.
  Caminhar ao lado dele tem sido prazeroso. Tem sido aliviador.

Tenho estado bem nessas ultimas semanas,
tenho vivido mais e escrito menos.
Desculpem pela ausência 


segunda-feira, 15 de agosto de 2011


sexta-feira, 5 de agosto de 2011

cold

Ando precisando de abraços, de calor, de vida. A dias que nada em mim faz sentido. Escrever já não é mais tão prazeroso e aliador quanto era no inicio. Me sinto vazia, a um passo do abismo. Já não tenho assas pra alcançar o céu, no lugar delas estão as cicatrizes para me lembrar o quão brutal foi sua perda.
É frio aqui, quase que congelante. Mas sabe quando isso não passa com um cobertor e uma xícara de café?. Quando o frio é por dentro, e ter que viver com a sensação de ter uma pedra de gelo no lugar no coração e nitrogênio liquido nas veias.