é só mais letras.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Pare de gritar, por favor. A sua incapacidade de me amar esta me matando, e eu até aceito bem esse fato, mas não os gritos sem sentido algum, direcionados a mim. Se não estiver confortável aqui faça o favor de desocupar os lugares que tomou e vá embora. Não suporto seus gritos atormentadores me pedindo mais que eu posso dar. Você tem me deixado surda. E enquanto você grita, não consegue notar a melodia coerente que sai da minha boca, não consegue ver meus lábios se movendo porque um dia lhe cegaram os olhos com agulhas. Então faça o favor de calar a boca e ouvir as queixas que harmoniosamente saem de mim, porque certamente elas falam de você. 

Alinne Ferreira, sobre um amor que já passou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se for para falar: '-Legal aqui, estou seguindo!'
Vai por mim, não precisa.

Obrigada a quem acompanha