é só mais letras.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Tão perdida, procurando inutilmente a saída dessa solidão deplorável.


Quisera eu ser teu remédio querido. Quisera eu que tu cumprisses tuas promessas e que me levasse daqui. Sabe eu ainda tento fugir dessa realidade. Tenho minhas malas prontas, a tua espera. Mas tu desististe de fugir comigo né. AA guri, tu me faz falta, teu sorriso me faz falta e ate suas mentiras andam me fazendo falta. Mas não vou te procurar, teus olhares me dizem que tu esta bem sem mim, e eu acredito nisso. Mas da próxima vez que sumir assim do nada, me deixa ao menos um bilhete de despedida, pois sentir tua ausência tão repentinamente doeria menos. (Alinne Ferreira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se for para falar: '-Legal aqui, estou seguindo!'
Vai por mim, não precisa.

Obrigada a quem acompanha